Cálculo da Carga de Vento

A carga de vento horizontal em construções verticais é calculada segundo diversas normas nacionais, ou valores livres são aplicados. Os parágrafos seguintes descrevem de forma exemplar como proceder em conformidade com os métodos permitidos da atual norma DIN 1055-4:2005-03. Para tal, selecione a opção “Germany (DIN 1055 Part 4 and TRLV)” (Alemanha (DIN 1055 Parte 4 e TRLV)) em “Country” (País). Outras normas nacionais seguem os mesmos princípios de entrada e configuração.

Método Simplificado segundo a norma DIN 1055-4

Configure “Simplified Method” (Método Simplificado) em “Calculation Method” (Método de Cálculo). Este método geralmente pode ser aplicado para construções de até uma altura de vinte e cinco metros acima do nível do solo. Além disso, insira as dimensões do cuboide, ou seja, construção de altura h, construção de largura b e construção de profundidade d, e a entrada da altitude do local (nível do mar). Por fim, terá de determinar a zona de ventos e a categoria do terreno (área costeira  ou área interior) que corresponda ao seu trabalho. Em caso de dúvida, aplique sempre os valores mais desfavoráveis, ou seja, “Coastal Area” (Área Costeira) em vez de “Inland” (Área Interior).

Altura. dependendo da Pressão da Velocidade de Rajada, segundo a norma DIN 1055-4

O segundo método de cálculo segundo a norma DIN 1055-4:2005-03 é o cálculo da altura, dependendo da pressão da velocidade de rajada. Este é principalmente utilizado para construções que excedem a altura de vinte e cinco metros acima do nível do solo. A zona de ventos é determinada de forma direta ou através da seleção de uma cidade. Neste último caso, o LogiKal® define a zona de ventos de forma automática. Em categorias de terrenos, há quatro categorias adicionais disponíveis além dos dois perfis mistos “Coastal Area” (Área Costeira) e “Inland” (Área Interior). Isto também se aplica ao seguinte: Em caso de dúvida, decida-se pela categoria de terreno mais desvantajosa. A entrada dos parâmetros da construção é idêntica ao método simplificado.

Entrada direta de Altura, dependendo das Cargas de Vento

Como alternativa ao cálculo em conformidade com a norma DIN 1055-4:2005-03, é possível inserir a altura de forma direta, dependendo da carga de vento. Selecione “Direct Input” (Entrada Direta), em vez de “Country” (País), e clique no botão “Add” (Adicionar). Por favor, tenha em mente que já deve ter inserido aqui a última carga distribuída e não a pressão de velocidade, que é sempre multiplicada por um coeficiente aerodinâmico. A pressão do vento é positiva e a sucção do vento é negativa. Supõe-se que a carga seja constantemente distribuída ao longo da largura e profundidade da construção; cargas diferentes – devido a valores de sucção maiores em áreas de cantos – não são aplicadas.

Valores-limite

Os valores máximos admissíveis que se aplicam ao desenho de vigas e vidros são definidos no separador “Limit Values” (Valores-limite). Para vigas, só é possível determinar os limites de deflexão; para painéis de vidro, limites de tensão adicionais também podem ser especificados.

Limites de Deflexão

As deflexões de vigas e painéis de vidro não são regulamentadas por normas DIN, aprovações técnicas gerais ou diretrizes de aplicação. Principalmente, o chamado “Ultimate State of Serviceability” (Estado Final de Utilidade) é definido pelas exigências dos fornecedores de vidro. Cabe ao utilizador solicitar esses valores ao fabricante de vidro e inseri-los. Os valores frequentemente aplicados são “8 mm” ou “L/300”. Além do vidro, também é possível restringir a deflexão da viga de forma separada através de montantes e vãos. Os valores-limite mais comummente utilizados são sugeridos. Se aplicável, estes podem ser individualmente modificados a qualquer momento.

Limites de Tensão

Os valores de tensão máximos admissíveis de diferentes tipos de vidro são especificados na parte inferior do formulário. Os valores especificados nos Regulamentos Técnicos para a Utilização de Vidros com Suportes Lineares (abreviatura em alemão: TRLV) são mostrados de forma automática. Somente os valores para os painéis de vidro feitos de vidro semi-temperado (Semi-Tempered Glass – STG) são editáveis, visto que são regulamentados por aprovações técnicas gerais. Os valores de tensão máximos admissíveis comuns de vidro semi-temperado são sugeridos.

Unidades

Cabe ao utilizador determinar as unidades de tensão e pressão do vento mostradas no programa e nas impressões. Além de [kN/m²] ou [N/mm²], unidades alternativas tais como [N/m²], [Pa], [kPa] e [MPa] estão disponíveis.

Was this page helpful?